Home / Brasil / Cobrador de São José de Piranhas que estava desaparecido é vítima de homicídio bárbaro no Pará

Cobrador de São José de Piranhas que estava desaparecido é vítima de homicídio bárbaro no Pará

O cobrador Emerson Manoel Lopes Bandeira, de 30 anos, da cidade de São José de Piranhas, no Sertão paraibano, foi assassinado com requintes de crueldade no município de Goianésia do Pará, no estado do Pará. Ele trabalhava como cobrador do ramo de confecções – popularmente conhecido como “furadinhas” – no Norte do país e estava desaparecido há 9 dias.

Conforme relato da mãe de Emerson, a polícia do Pará entrou em contato com os familiares e disse que um casal foi preso suspeito do homicídio e que o homem teria confessado o crime. A informação é de que a irmã do principal suspeito teria denunciado ele. Os policiais também encontraram a moto da vítima totalmente queimada.

De acordo com as informações colhidas pelo Diário do Sertão junto à família do cobrador, nesta quarta-feira (29) se formou um aparato policial e pericial, envolvendo Polícia Civil, IML e funerária, para ir em busca do corpo no local que supostamente seria apontado pelo suspeito do crime, no entanto ele confessou ter matado o paraibano com um tiro e depois queimou parte do corpo e o resto teria jogado em um rio.

Ainda segundo a mãe da vítima, outro filho dela foi até o Pará para reconhecer o corpo, mas lá ficou sabendo que não ainda era possível localizar os restos mortais.

Ainda conforme relato da família, o suspeito contou à polícia que o motivo do crime teria sido por causa de uma cobrança feita pela vítima.

Emerson Manoel Lopes Bandeira deixa esposa e dois filhos, um de 6 anos e outro de 10 anos.

DIÁRIO DO SERTÃO

Veja Também

Em Pombal: Policiais Civis prendem, em flagrante, suspeito de agredir a ex-companheira na manhã desta quarta-feira

Na manhã de hoje, 12 de junho, data em que se é comemorado o Dia ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.