Home / RN / Paraibana é presa em maternidade logo após dar à luz no Rio Grande do Norte

Paraibana é presa em maternidade logo após dar à luz no Rio Grande do Norte

Uma mulher natural da Paraíba foi presa nesta terça-feira (4) após dar à luz no Hospital Maternidade Guiomar Fernandes, em Alexandria, no Rio Grande do Norte. A mulher, de 20 anos de idade, é suspeita de integrar uma organização criminosa que operava na Paraíba e Ceará e que foi alvo da Operação Continere.

De acordo com a Polícia Civil, a jovem reside em São João do Rio do Peixe, na Paraíba, mas viajou até Alexandria para ter o bebê. Inicialmente, os agentes se dirigiram ao município do Sertão paraibano para cumprir o mandado de prisão contra a suspeita, mas foram informados que ela não estava lá.

Os policiais receberam informações de que a mulher estaria em Pau dos Ferros, também no Rio Grande do Norte, mas não a localizaram. Com o apoio da Polícia Militar do RN, a suspeita foi presa em Alexandria após o parto.

A jovem também foi presa no final do ano passado em Baixio, no Ceará. Segundo Pedro Viana, diretor do Departamento de Polícia Judiciária do Interior Sul no Ceará, a investigação contra o grupo criminoso progrediu a partir dessa primeira prisão.

Após ser presa, a suspeita passou por uma audiência de custódia, mas o juiz se declarou impedido de decidir pela prisão domiciliar, pois o mandado é de outro magistrado. Enquanto isso, a mulher permanece detida no hospital.

O mandado de prisão contra a mulher foi cumprido no âmbito da Operação Continere, deflagrada nesta terça-feira (4). A operação investiga uma facção criminosa de origem paraibana que atua no tráfico de drogas, homicídios e delitos patrimoniais no interior do Ceará e Paraíba.

PORTAL T5

Veja Também

Em Pombal: Policiais Civis prendem, em flagrante, suspeito de agredir a ex-companheira na manhã desta quarta-feira

Na manhã de hoje, 12 de junho, data em que se é comemorado o Dia ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.