Home / Brasil / Perseguição policial deixa 4 mortos no Rio; duas das vítimas eram policiais militares

Perseguição policial deixa 4 mortos no Rio; duas das vítimas eram policiais militares

» Publicidade «

 

Uma perseguição policial por 27 km terminou com 4 mortos no Jardim Botânico, Zona Sul do Rio de Janeiro, na madrugada desta quarta-feira (22), após 2 carros capotarem.

Os mortos são 2 policiais militares do Batalhão de Policiamento em Vias Expressas (BPVE) e os 2 ocupantes do carro perseguido, um Onix vermelho.

➡️VEJA MAIS NOTÍCIAS NO SITE
➡️SIGA O NOSSO INSTAGRAM

Segundo a Polícia Militar, 4 PMs estavam em uma blitz no Km 19,5 da Linha Vermelha, próximo à alça de saída da Rodovia Presidente Dutra, em São João de Meriti, e mandaram o motorista do Onix parar. O carro, no entanto, acelerou, e os militares entraram em 2 viaturas e passaram a segui-lo.

Em alta velocidade, os veículos seguiram no sentido Centro da Linha Vermelha. Percorreram as ilhas do Governador e do Fundão, atravessaram a Maré e o Caju, pegaram o Elevado Paulo de Frontin e entraram no Túnel Rebouças, cruzando as 2 galerias.

Na alça de saída para o Jardim Botânico, o Onix e uma das viaturas capotaram. Os 4 morreram na hora.

Mortos
Até a última atualização desta reportagem, 3 dos 4 mortos haviam sido identificados. O soldado Bruno Paulo da Silva deixa esposa, um filho de 15 anos e um de 2 anos. O também soldado Bruno William Batista de Souza Ribeiro deixa esposa e um filho de 4 anos. Um dos perseguidos era Hugo Damasceno.

Uma perícia inicial não encontrou armas ou drogas no Onix. Na mala havia roupas e uma tenda, que passariam por uma análise mais detalhada.

A Rua Jardim Botânico ficou fechada por cerca de 3 horas. Às 6h20, ambos os sentidos da via foram liberados.

g1
Foto: TV Globo/Reprodução

Veja Também

Carreta tomba em curva e deixa motorista morto em Paulista-PB

Um grave acidente de trânsito foi registrado por volta das 22h40 desta quinta-feira (13) na ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.