Home / Brasil / RS registra mais duas mortes por leptospirose em razão das cheias e total de óbitos chega a quatro

RS registra mais duas mortes por leptospirose em razão das cheias e total de óbitos chega a quatro

O Rio Grande do Sul confirmou, na noite desta quinta-feira (22), mais duas mortes por leptospirose em razão das cheias que atingem o estado desde o final de abril. Com isso, o total de vítimas por causa da doença chega a quatro.

As vítimas mais recentes são dois homens. Um deles, de 56 anos, vivia em Cachoeirinha. O homem morreu no dia 19 de maio. O outro tinha 50 anos, morava em Porto Alegre e morreu no dia 18.

As primeiras vítimas foram Eldo Gross, de 67 anos, morador de Travesseiro, e um homem de 33 anos, de Venâncio Aires. Os dois óbitos ocorreram no dia 17 de maio. Além disso, o estado tem outras quatro mortes em investigação e 54 casos confirmados de leptospirose por causa das enchentes.

  • Casos confirmados: 54
  • Óbitos: 4 (Travesseiro, Venâncio Aires, Porto Alegre, Cachoeirinha)
  • Óbitos em investigação: 4 (Encantado, Sapucaia, Viamão e Tramandaí)

Segundo a Secretaria Estadual da Saúde (SES), outros casos e óbitos já haviam sido registrados mesmo antes do período de calamidade pública enfrentado pelo RS. De acordo com dados do Ministério da Saúde, até 19 de abril, o estado tinha somado seis mortes e 129 casos.

O Rio Grande do Sul registra 163 mortes em razão dos temporais e cheias que atingem o estado desde 29 de abril. Em boletim divulgado às 18h desta quinta-feira (23), a Defesa Civil ainda informou que 64 pessoas estão desaparecidas.

Leptospirose
A leptospirose é uma doença infecciosa causada pela Leptospira interrogans. Ela é transmitida a partir da exposição direta ou indireta à urina de animais infectados, principalmente roedores.

Em situações de enchentes e inundações, a urina dos ratos, presente em esgotos e bueiros, mistura-se à enxurrada e à lama das enchentes. Qualquer pessoa que tiver contato com a água das chuvas ou lama contaminadas poderá se infectar. A bactéria presente na água penetra o corpo humano pela pele ou mucosa. Bovinos, suínos e cães também podem adoecer e transmitir a leptospirose aos humanos.

Embora na maioria das vezes a leptospirose seja assintomática, o quadro da doença pode evoluir e causar até mesmo a falência de órgãos. Segundo o Ministério da Saúde, a doença apresenta uma letalidade média de 9%.

g1

Veja Também

Em Pombal: Policiais Civis prendem, em flagrante, suspeito de agredir a ex-companheira na manhã desta quarta-feira

Na manhã de hoje, 12 de junho, data em que se é comemorado o Dia ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.